25 de dez de 2010

Músicas para o Tempo do Natal

Prezados leitores, Salve Maria!

Deixo aqui duas músicas para o Tempo do Natal, Puer Natus in Bethleem e Adeste Fideles, com a letra e a tradução. Junto estão as partituras, quem quiser, pode cantar junto!



PUER NATUS IN BETHLEEM[1]

1. Puer natus in Bethleem, alleluja. Unde gaudet Jerusalem, alleluja, alleuja.
Nasceu um menino em Belém, aleluia. Por isso se alegra Jerusalém, aleluia, aleluia.

Ref. In cordis jubilo Christum natum adoremus, cum novo cantico.
Com júbilo no coração e com novos cantares, adoremos Cristo nascido.

2. Hic jacet in præsepio, alleluja. Qui regnat sine termino, alleluja, alleluja.
Jaz agora num presépio, aleluia, O que desde sempre é Rei, aleluia, aleluia.

3. In hoc natali gaudio, alleluja. Benedicamus Domino, alleluja, alleluja.
Neste dia tão feliz, aleluia. Bendigamos ao Senhor, aleluia, aleluia.

4. Laudetur Sancta Trinitas, alleluja. Deo dicamus gratias, alleluja, alleluja.
Louvemos a Santa Trindade, aleluia. E demos graças a Deus, aleluia, aleluia.




ADESTE FIDELES[2]

 1. Adeste, fideles, læti, triumphantes: 
Venite, venite in Bethleem: 
Natum videte Regem Angelorum.
Acorrei fiéis, alegres, em triunfo,
Vinde, vinde a Belém:
Vêde nascido o Rei dos anjos. 

Ref. Venite adoremus, venite adoremus, venite adoremus Dominum.
Vinde adoremos, vinde adoremos, vinde adoremos o Senhor.

2. En, grege relicto, humiles ad cunas,
Vocati pastores approperant;
Et nos ovanti gradu festinemus
Já deixado o gado, para a lapinha humilde os zagais se apressam
E com passo alegre, nos vamos também! 

3. Æterni Parentis, splendorem æternum,
Velatum sub carne videbimus;
Deum infantem pannis involutum,
Sob véus de carne contemplaremos
O Esplendor Eterno do Eterno Pai,
E o Deus Menino em panos enfaixado. 

4. Pro nobis egenum et fœno cubantem
Piis foveamus amplexibus.
Sic nos amantem quis non redamaret?
Por nós tão pobrezinho, e em palhas deitado,
Vamos abracemo-lo.
Quem a tal amante há aí que não ame?

Espero que tenham gostado deste pequeno “mimo” de Natal!

Fiquem com Deus!
Em Cristo, no amor de Maria Santíssima,
Melissa Bergonso

---------------
[1] Dom Gaspar Lefebvre. Missal Quotidiano e Vesperal. Bélgica: Abadia de Santo André, 1955, p.1990-1991.
[2] Dom Gaspar Lefebvre. Missal Quotidiano e Vesperal. Bélgica: Abadia de Santo André, 1955, p.1989-1990.

10 comentários:

  1. Nota dez, Melissa! :)

    Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!
    Pq acabaram com essas músicas nas celebrações?
    Parece mais celestial....

    ResponderExcluir
  3. Olá, Alfy! Salve Maria!

    Boa pergunta...

    Bom, nas Missas Tridentinas nós cantamos músicas gregorianas, que de fato elevam a alma! Na Missa Nova, porém, o canto gregoriano praticamente desapareceu. Como a maioria das Missas Novas é rezada em vernáculo, as músicas cantadas em vernáculo são as que predominam, quando não músicas totalmente anti-litúrgicas, como é o caso de melodias ao ritmo de axé, baião, balada etc.

    Uma música verdadeiramente litúrgica deve estar nos moldes que São Pio X disse em seu Motu Proprio sobre a Música Sacra:

    “[...] o canto gregoriano foi sempre considerado como o modelo supremo da música sacra, podendo com razão estabelecer-se a seguinte lei geral: uma composição religiosa será tanto mais sacra e litúrgica quanto mais se aproxima no andamento, inspiração e sabor da melodia gregoriana, e será tanto menos digna do templo quanto mais se afastar daquele modelo supremo”.

    Infelizmente essa regra não é seguida.

    Fica com Deus e obrigada pela visita!

    ResponderExcluir
  4. Pq acabaram com essas músicas nas celebrações?

    Pq o objetivo era protestantizar a Missa.

    ResponderExcluir
  5. Concordo Ana,a mais pura verdade!

    ResponderExcluir
  6. Nas missas CATÓLICAS, não acabaram ;-]

    ResponderExcluir
  7. Olá Melissa!
    Uma dúvida: o canto original do Puer Natus contém somente estas quatro estrofes ou é mais longo? É que fui pegar a Novena de Natal de Santo Afonso no site da Montfort e lá eles colocaram com várias estrofes, mas na partitura tem só essas quatro.
    Desde já obrigada! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Verônica!
      A letra do canto é mais longa sim. Eu só coloquei as estrofes que estavam na partitura para não dar confusão na hora de cantar. Mas há mais. No Missal referenciado no fim do artigo, há todas as estrofes das músicas :-)
      Fica com Deus! Salve Maria!

      Excluir
    2. Correção: No Missal referenciado no fim do artigo há quase todas as estrofes. Acredito que no site da Montfort elas estejam completas, porque há cinco a mais do que há no Missal...
      Fica com Deus!

      Excluir

Olá, seja bem-vindo(a)! Este blog é moderado. Por questões de ordem prática e também porque meu tempo é precioso, não publicarei comentários ofensivos à minha pessoa, nem a qualquer outra. Se porventura você comentou educadamente e seu comentário não foi publicado, provavelmente ele se enquadrou em alguma das restrições da Política de Comentários deste blog. Leia-o com atenção antes de comentar. Obrigada pela compreensão. Salve Maria!