27/10/2010

Roupas para a Missa e o decoro na Casa de Deus

Por Melissa Bergonso

Você já se perguntou como deve ir vestido(a) à Igreja? Se sim, louvado seja Deus. Infelizmente, nem todas as pessoas têm essa preocupação. Não é porque vamos à Igreja que não precisamos nos arrumar bem, é justamente o contrário! Quando digo sobre nos arrumarmos bem, não estou dizendo em questão de “elegância”, e muito menos de modismos, mas de decência e de decoro. A Casa de Deus não é qualquer casa, muito menos um lugar qualquer. Lamentavelmente, as pessoas têm a idéia errada de que a Casa de Deus é igual à “casa-da-mãe-joana”, e adentram nela vestidas bastante “à vontade”, quando não desleixadas ou mesmo irreverentes. A Igreja é um lugar Santo, pois ali reside Nosso Senhor na Hóstia Consagrada dentro do Sacrário, e é por este motivo que devemos estar bem apresentáveis (com decoro e decência) quando adentramos no Santo Templo de Deus.

Quando vamos à casa de alguém importante nos vestimos do melhor modo possível. Quando vamos a um casamento, colocamos nossas roupas mais bonitas. Se tivéssemos que visitar algum rei nos vestiríamos do modo mais apresentável e respeitável possível. Garanto que ninguém vestiria bermuda e chinelo em nenhuma das circunstâncias que citei. Pois bem, na Igreja reside o Rei dos reis, Senhor dos senhores, e tem gente que insiste em ir lá vestida com trajes inapropriados, quase praianos. Para Deus devemos nos apresentar com o maior zelo possível, da melhor forma possível de acordo com a condição de cada um. Vestir-se bem na presença de Deus não implica em usar roupa chique, mas em usar roupa modesta! Portanto, vestir-se bem é sinônimo de modéstia.


Roupas para ir à Igreja e à Santa Missa

Antigamente as pessoas usavam o termo “roupa de domingo” para as roupas usadas para ir à Missa; não raro era somente uma peça de roupa! e era só para ir à Santa Missa mesmo, no domingo. Nos demais dias, a “roupa de domingo” ficava guardadinha, esperando a próxima Missa! E como era boa e respeitosa essa época, as mulheres com seus vestidos modestos e comportados, usando véu na Igreja, e os homens com trajes simples, sociais, mas modestos e de muito bom gosto!

Como hoje já não se comenta mais sobre as roupas adequadas para homens e mulheres irem à Igreja e à Santa Missa, farei algumas descrições e considerações gerais, na medida do possível, acerca de roupas femininas e masculinas.


Vestimentas femininas


As roupas femininas ideais para as mulheres irem à Igreja e à Santa Missa são:

Saias: devem ser abaixo do joelho pelo menos uns 20 cm (aproximadamente até a metade da canela), de modo que mesmo sentando os joelhos ainda fiquem cobertos;

Blusas: não podem ser cavadas nem decotadas, devem ser com mangas pelo menos até a metade do braço[1]. O ideal é que as mangas, no comprimento mínimo, sejam pelos cotovelos e o decote não passe de dois dedos sob o poço da garganta[2].

Vestidos: devem seguir o mesmo esquema da saia para a parte de baixo e da blusa para a parte de cima[3].

Véu: deve preferencialmente ser branco para as solteiras e preto, marfim ou cinza para as casadas. O véu é um símbolo da “mulher como Maria”. O véu também simboliza a humildade de Maria e sua submissão à vontade Deus, além de “esconder nossa glória e beleza”, que pertencem a Deus e ao nosso marido somente. Além de tudo, o véu ajuda a nos concentrarmos nas orações sem ficarmos olhando para o lado distraídas com o “penteado da vizinha”, entre outras coisas.

JAMAIS se deve ir à Missa com roupas justas, com o colo de fora, mostrando partes dos seios, ou com os ombros, as costas, a barriga e as pernas de fora ou expostas sob roupas colantes. Além de ser vulgar e indecoroso, é desrespeitoso para com Deus e para com o Sacerdote que celebra a Santa Missa.


Vestimentas masculinas


Calças: devem ser discretas, de tons neutros, de preferência sociais.

Camisas: devem ser discretas, sóbrias, de preferência sociais e de mangas longas. 

JAMAIS se deve ir à Missa de regatas e bermudas! Além de ser sinal de desleixo (pois Igreja não é ambiente praiano nem barzinho), é falta de respeito para com Deus.


Algumas observações: calça x véu


Há muitas pessoas que defendem a “tese” de que calça comprida (jeans, social etc.) também combina com o uso do véu. Porém, como alguém pode velar a cabeça mas não se importar em deixar o contorno do seu corpo à mostra? A calça comprida não é vestimenta para uma mulher que realmente quer imitar em tudo a Santíssima Virgem, pois essa peça de roupa não é feminina, muito menos modesta. Falar isso não é ser puritano, nem mesmo tradicionalista radical. Uma mulher que busca velar sua cabeça deve também buscar velar o corpo, e uma calça não vela o corpo, delineia-o muito mais do que deve[4].

O véu deve ter um significado muito maior do que simplesmente “combinar com saia”. O uso do véu significa velar-se para Deus, esconder-se do mundo, fazer-se como Maria. A Virgem Santíssima jamais usaria uma calça comprida. Não entendo porque ainda as mulheres se prestam a defender o uso dessa vestimenta como correto e bom, sendo que santos, como o Padre Pio, criticavam-na e abominavam-na completamente.

Nossa Senhora é modelo perfeitíssimo de modéstia e em todas suas aparições [levemos em conta aqui as aprovadas pela Igreja] ela jamais veio trajada com calças ou roupas semelhantes, mas sempre veio com seu lindo e longo vestido, com um manto Lhe cobrindo o vestido e o véu Lhe cobrindo a cabeça. Nós, mulheres, devemos imitá-la nesse sentido: cobrir nosso corpo e velarmo-nos para Deus. Devemos ter todo o cuidado de não sermos a “atração da igreja”. Há mulheres que de tão mal vestidas tornam-se o “espetáculo” da Missa. Lembremos sempre da figura de Maria: modesta, recatada, recolhida e absorta em oração. Esse deve ser nosso porte dentro da igreja e durante a Santa Missa.


Considerações finais

Em relação ao decoro e à modéstia na Casa de Deus, devemos ser zelosos e procurar imitar e chegar o mais próximo das virtudes e da modéstia de Nossa Senhora [para as mulheres] e de São José [para os homens]. Claro que não é a roupa em si que confere a um católico o título de “bom” ou de “ruim”, mas todo um conjunto de práticas interiores e exteriores. Neste sentido, podemos dizer que a veste é um pequeno detalhe, é uma exteriorização da alma de certa forma, porém não é menos importante do que as virtudes interiores. Tudo é um conjunto, o interior e o exterior. À medida que crescemos na Fé e nas Virtudes Cristãs, nosso amadurecimento espiritual vai ficando evidente em nosso exterior, na maneira de nos portarmos, agirmos e vestirmos. Portanto não há desculpa para nos comportarmos mal ou nos vestirmos impudicamente, pois o exterior reflete o interior.

---------------
[1] Devido a condições de mercado impossíveis de alterar, as mangas curtas são toleradas, temporariamente, com Aprovação Eclesiástica, até que a feminilidade Cristã se volte de novo para Maria, como o modelo do Pudor no vestuário”. (Normas Marianas: A Modéstia no Vestir – Item 2). Disponível em Fátima.org.
É também importante ter em mente que a manga protege os movimentos dos braços, não permitindo que as axilas, partes dos seios e/ou o sutiã sejam expostos. Por este motivo, não se deve usar blusas que não tenham nenhum tipo de manga, como por exemplo, regatas, blusas de alças e Cia, pois elas ferem a modéstia.
[2] Frase dita pelo Cardeal Donatto Sbaretti em 1930: “Um vestido não pode ser chamado decente se é cortado na largura de mais de dois dedos sob o poço da garganta, que não cubra os braços pelo menos até os cotovelos, e mal chegue até um pouco abaixo dos joelhos. Além disso, os vestidos de materiais transparentes são impróprios”. A medida de dois dedos sob o poço da garganta equivale a um decote de mais ou menos 3 cm. Já as Normas Marianas dizem o seguinte: “Os vestidos Marianas devem cobrir completamente o busto, peito, ombros, e costas, exceção feita à abertura do decote, desde que, abaixo da base do pescoço, essa abertura não exceda os cinco centímetros, tanto à frente como nas costas, e outros cinco centímetros na direção dos ombros”. (Normas Marianas: A Modéstia no Vestir – Item 3). Disponível em Fátima.org.
[3]Os vestidos Marianos não acentuam excessivamente o corpo: disfarçam, em vez de revelarem, as formas da pessoa que os usa. Um vestido Mariano deve ser uma cobertura de modéstia, ou seja, deve estar dentro das normas marianas do Pudor no vestuário (cf. Ponto 3) mesmo depois de se tirar o casaco, papa ou estola (no caso de vestidos de festa)”. (Normas Marianas: A Modéstia no Vestir – Itens 6 e 7). Disponível em Fátima.org.
[4] De forma geral, as calças compridas são feitas para delinear o corpo feminino e para salientar as formas femininas. Os cortes modernos, especialmente os das calças jeans, são cortes que evidenciam a sensualidade feminina, e procuram enfatizar as partes do corpo (bumbum, quadril e coxas) que deveriam estar devidamente cobertas e protegidas. Por este motivo, o corpo feminino fica exposto, mesmo estando “coberto”, e isto favorece olhares impudicos e pode propiciar facilmente ocasiões de pecado para quem lança o olhar sobre uma mulher assim trajada.

Leitura Complementar:

56 comentários:

  1. Quem espera sempre alcança kkkkkkkkkkmenina vc n tem noção!!! faz um tempão que eu queria fotos, fica mais bonito o blogue.

    É ridiciulo mulher na missa de saia acima do joelho, grávida então nem se fala.....aaaaaaaah e essa conversa mole de que meia fio 80 deixa mini saia modesta, é conversa de espírito de porco do CVII.

    ResponderExcluir
  2. Pois é, Melissa, eu duvido que esse pessoal que vai de bermuda e regata para a Missa vá a um casamento vestido assim. Realmente vemos que falta reverência, falta a consciência de que estar dentro de uma igreja é estar na presença de Nosso Senhor! Sem essa consciência as pessoas se vestem e se portam de qualquer jeito, se beijam, mascam chicletes, balançam chaves, arrastam os pés, conversam alto, dão gargalhadas e usam roupas dignas de fazer faxina! Enquanto os padres não chamarem atenção para isso pouco ou nada vai mudar.

    E sim, um problema da calça é que, além de na maioria das vezes delinear o corpo feminino, dá a mulher uma postura mais “solta”, até desleixada em muitos casos. É fácil perceber isso para nós que usamos hoje saias somente e que já usamos calças. E basta observar os modos como mudam quando usamos uma saia modesta. Um vestido modesto mexe com a gente de tal forma que até a postura muda, é interessante notar isso. Claro que toda regra tem exceção, mas estamos falando do geral aqui.

    A saia ou vestido modesto guarda melhor corpo feminino e protege a mulher além de resguardar o mistério, coisa que hoje em dia praticamente não existe mais, pois as mulheres estão muito expostas, bem mais expostas do que os homens, tanto nas vestes quanto no comportamento. Eu já ouvi homens reclamando da falta do mistério, da falta de feminilidade nas mulheres de hoje. As mulheres reclamam da falta de cavalheirismo e os homens reclamam da falta de feminilidade... quando é que irão se entender? rsrs Eu posso dizer que a partir do momento em que estou vestida modestamente, usando saia ou vestido, os homens tendem a me tratar de forma mais educada. Acho que várias mulheres que fizeram o teste podem dizer o mesmo.

    Terminando: vamos nos lembrar da presença do Senhor nas igrejas e nos portar de acordo com tamanha importância! Oremos a Nossa Senhora pedindo para aumentar em nós o amor a Deus!

    A Paz!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom esse post. Bem prático :-)
    Salve Maria!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia! A Paz do Cristo Ressucitado esteja conosco!

    Queria deixar aqui a minha humilde opinião.
    Creio que nós católicos (as), as vezes damos muita importancia a coisas tão pequenas como roupas, e não nos preocupamos com a Evangelização, que é a verdadeira razão que nos traz a esse mundo!
    As roupas na Santa Missa, são consequecia de pessoas apaixonadas por Jesus, e verdadeiramente evangelizadas.
    Concordo plenamente que devemos respeitar a casa do Senhor, que decotes, e roupas vulgares não devem ser usadas... Mas acho que isso é retorno de uma profunda evangelização, pois pessoas evangelizadas e apaixonadas por esse Nosso Deus, saberá se comportar e se vestir!

    VAMOS PLANTAR O AMOR DA NOSSA IGREJA! VAMOS PLANTAR O AMOR PELO IRMÃO! VAMOS EVANGELIZAR QUE É O QUE REALMENTE O NOSSO SENHOR NOS PEDIU!
    QUE O RESTANTE O AMOR QUE MOVERÁ O CORAÇÃO DAS PESSOAS POR JESUS, JÁ IRÁ CORRIGI-LAS!

    Acompanho o blog, e gosto muito de vários artigos.

    Fiquem com Deus e no Amor de Maria!

    ResponderExcluir
  5. Cara Katerine, Salve Maria!

    Pode parecer que meu blog dá “muita importância” à coisas mais pequenas, como você citou: as roupas. Porém, não é porque as coisas são de pouca importância que não devem ser levadas em conta. O objetivo do blog é falar sobre modéstia, feminilidade, entre outras coisas que nem sempre estão relacionadas com isso. O fato é que, se abordo temas como roupas ou mesmo como o modo de estar ou se vestir na Igreja, não significa que não estou evangelizando.

    Como eu disse no fim do artigo, nas considerações finais: “a veste é um pequeno detalhe, é uma exteriorização da alma de certa forma, porém não é menos importante do que as virtudes interiores. Tudo é um conjunto, o interior e o exterior. À medida que crescemos na Fé e nas Virtudes Cristãs, nosso amadurecimento espiritual vai ficando evidente em nosso exterior, na maneira de nos portarmos, agirmos e vestirmos”.

    O objetivo dos meus artigos sobre modéstia é educar as pessoas. Amar não é somente ser agradável com as pessoas ou ignorar certas coisas e assuntos por medo de “ofendê-las” e “assustá-las” com nossas posições e argumentos. Amar é falar a verdade – doa a quem doer – e corrigir as pessoas se necessário, dentro das normas da caridade.

    Tenho que discordar de você sobre “o amor que moverá o coração das pessoas por Jesus já irá corrigi-las”. Muitas vezes, para que as pessoas acordem e tenham uma mudança interior, elas precisam ser corrigidas, e às vezes até severamente. E também, para que haja efetivamente essa mudança interior, é necessária uma verdadeira busca pela verdade com sinceridade de coração. Sem essa busca sincera da verdade ninguém se corrige, e quem não procura se corrigir naquilo que desagrada a Deus não ama verdadeiramente a Deus. E não há verdadeiro amor a Deus se não se tem ódio ao pecado.

    Devo também dizer que às vezes um pequeno puxão de orelha pode ser o início de uma grande mudança de vida.

    Obrigada por sua visita! Fico feliz que esteja acompanhando o blog!
    Em Cristo, no amor de Maria Santíssima,
    Melissa

    ResponderExcluir
  6. Olá Katerine, Salve Maria!
    Você disse:"Creio que nós católicos (as), as vezes damos muita importancia a coisas tão pequenas como roupas, e não nos preocupamos com a Evangelização, que é a verdadeira razão que nos traz a esse mundo!"
    Digo a você que também já pensei assim.Contudo,demorei pra entender que as roupas agradam sim a Nosso Senhor, pois a forma de nos vestir revela todo o nosso interior.Sempre digo aos meus catequizandos que devemos agradar em Deus em tudo,e isso inclui o exterior: roupas,gestos,palavras, comportamento.
    Falei sobre essa questão de roupa na Santa Missa rapidamente no meu blog: http://acordacatolico.wordpress.com/2010/10/05/para-a-santa-missa/
    Nossa Senhora lhe guarde!
    Em Cristo,
    Giselle.

    ResponderExcluir
  7. Salvé Maria!

    Louvado seja Deus pelo seu blog, Melissa!
    A propósito deste belíssimo texto, lembrei-me de uma dúvida que durante muito tempo me martelou na cabeça e para a qual ainda não encontrei resposta.
    Sendo Maria Santíssima meu exemplo a seguir, em termos de modéstia, nomeadamente...porque é que as católicas não usam véu, como a Mãe do Céu? (Desde já saliento que isto não é uma provocação, é realmente uma dúvida minha).
    Nas aparições que conheço,Nossa Senhora usava sempre véu. No passado as católicas também usavam? E se usavam, porque se abandonou o seu uso?

    Obrigada pela atenção!

    ResponderExcluir
  8. Cara Teresa, Salve Maria!

    No passado havia o costume do uso do véu pelas mulheres católicas, tanto orientais como ocidentais. Por dois mil anos tivemos esse costume na Igreja. Porém, ele foi caindo em desuso, especialmente pelas mulheres ocidentais, nos últimos 30-40 anos.

    O grande impulsionador do desuso do véu foi o movimento feminista, que veio desgraçar o mundo com suas idéias e teorias revolucionárias acerca da mulher e do seu papel no mundo, pois o véu, para as feministas, representava a opressão masculina e significava sua sujeição e escravidão ao homem. O problema é que isso também foi acompanhado pela liberação do novo Código de Direito Canônico em 1983, que não mais mencionou em seus cânons o uso do véu e, por causa disso, as pessoas acharam que o uso do véu na Igreja foi abolido. Aí as mulheres mais velhas até usavam o véu, mas as mais novas foram deixando de usá-lo e hoje, infelizmente, nem as mais idosas usam mais.

    Enfim, agora nos resta fazer o resgate do uso de tão nobre símbolo, pois como eu expliquei, o véu significa a submissão a Deus, o “ser como Maria”, estar escondida dos olhos do mundo para se revelar somente a Deus. Também encontrei a seguinte explicação em um artigo que estou tentando traduzir:

    “A mulher, representando a Igreja, deve cobrir sua cabeça porque se ela acredita que Cristo está verdadeiramente encarnado, ela deveria encobrir-se como um sinal de que a Igreja foi santificada por Cristo como seu esposo. [...] O véu é um sinal de santidade porque Cristo fez sua Igreja Santa, e as mulheres representam a Igreja como a “Noiva” de Cristo. É um sinal que a Igreja está resguardada e sob a proteção de Cristo. [...]”

    Penso que essas explicações são suficientes para convencer uma mulher a usar véu na Igreja, não é mesmo??

    Espero ter respondido suas perguntas!
    Fica com Deus!
    Em Cristo, no amor de Maria Santíssima,
    Melissa

    ResponderExcluir
  9. Prezada Melissa,

    muita obrigada pela sua resposta. Ainda assim, lamento não me ter feito entender...eu não me estava a referir ao uso do véu na Igreja-com o qual concordo sem reservas- estava a tentar referir-me ao uso de véu no quotidiano.

    Em Cristo Senhor Nosso,

    Teresa

    ResponderExcluir
  10. Olá, Teresa, Salve Maria!

    Bom, sobre o uso de véu no quotidiano eu realmente desconheço. Penso que era um costume muito comum e bastante antigo, pois minha bisavó, que era Ucraniana, sempre usou lenço na cabeça, durante o dia todo, o tempo todo. Nunca a vi sem lenço. Em Portugal, antigamente, se usava também, pelo menos é o que dá para perceber pelas fotos dos pastorinhos de Fátima. Mas não sei responder por que as mulheres deixaram de usar lenços na cabeça com o passar do tempo. Infelizmente ficarei lhe devendo essa explicação, mas procurarei saber, pois agora também fiquei curiosa!

    Fica com Deus!
    Em Jesus e Maria,
    Melissa

    ResponderExcluir
  11. Salve Maria, Melissa!

    Obrigada pela sua atenção.
    Aqui em Portugal, a minha bisavó sempre usou véu.
    Se por acaso descobrir alguma coisa, poderia escrever nos comentário deste post, por favor? Eu vou verificando diariamente, como sempre =)

    Em Cristo Senhor Nosso,
    Teresa

    ResponderExcluir
  12. Pode deixar, Teresa, se eu encontrar algo bom e bem explicativo, talvez faça um post da matéria, aí mais pessoas vão poder ter acesso à informação!

    Salve Maria!

    ResponderExcluir
  13. Pelo que eu tenho visto dentro de 20 ou 30 anos todas as mulheres da Europa serão obrigadas a usar véu no quotidiano.
    Todos, homens e mulheres, serão obrigados a se vestir com pudor. É impressionante como o Islamismo cresce na Europa.

    Dize às fieis que recatem os seus olhares conservem os seus pudores e não mostrem os seus atrativos além dos que aparecem; que cubram o colo com os seus véus e não mostrem os seus atrativos (Surata 24-31)

    ResponderExcluir
  14. Prezado Ricardo, Salve Maria!

    Eu espero sinceramente que a Europa acorde enquanto é tempo para que ela volte a ser o berço do cristianismo daqui a 20 ou 30 anos de novo.

    Cristo Rei, salvai a Europa!

    ResponderExcluir
  15. Ah, Ana, eu já tinha falado com você no msn, mas viu, de tanto você insistir eu coloquei figuras ilustrativas, e olha que essas aí eu tive que fazer montagem, porque estavam todas separadas. Mas até que o resultado ficou bom, né? Obrigada por ser tão insistente rsrsrsrsrs... Realmente, "quem espera SEMPRE alcança" kkk...

    ResponderExcluir
  16. Gostei muito do texto..só queria fazer algumas observações:

    As "regras" citadas não devem ser seguidas ao "pé da risca"...ou seja, se for um vestido com 19cm (hehe) não seria um pecado, usá-lo....o ideal, como disseram é entender o sentido profundo do texto, como um todo, entender que é a Casa de Deus e o porquê de toda essa exigência (que não é exigência criada pela dona do blog, mas pelo próprio Cristo e pela dignidade do Templo) para depois querer colocar em prática.

    Penso que, de nada adianta por exemplo, chegar em uma mulher que vai de "decotão" na Missa e dizer "isso é inapropriado, deve-se usar uma roupa com x comprimento, e com tal e tal regra".....

    Quanto à roupa de homens, desde que comecei a entender o sentido da Santa Missa e a dignidade, uso somente roupa social (muito raramente uso calça jeans)...Quanto à gravata, para evitar ser centro das atenções, não as uso, embora as admire...creio que o mesmo vale para o véu....

    Imagino por exemplo, uma mulher dignamente vestida usando véu, em uma comunidade onde se faz "Missa-Show", e as pessoas vão com roupas sensuais,etc....muita gente iria ficar olhando a "mulher do véu", isso acabaria por ocasionar distração....

    Vale lembrar que o véu não é obrigatório, mas altamente recomendável.
    Creio que, para se chegar a um nível de vestimentas adequado por parte da comunidade, devemos estabelecer prioridades

    1- Acabar com decotão, mini-saias, salto alto no estilo "balada", bermudas, regatas, etc.

    2- Uma vez que o mais crítico tenha acabado, pode-se começar a explicar o motivo pelo qual as mulheres devem usar vestidos, e os homens roupas sociais.

    3- Véu para mulheres, e gravata para homens.

    ResponderExcluir
  17. Olá, Everton, Salve Maria!

    As “regrinhas” que coloquei sobre comprimento das roupas femininas foram para ajudar, não para impor. O fato é que saias que não cobrem os joelhos quando as mulheres estão sentadas revelam partes que deveriam estar guardadas. Por este motivo os “20 centímetros” são um bom parâmetro de comprimento. Obviamente, uma mulher mais baixa vai precisar de menos centímetros para cobrir os joelhos; uma mulher mais alta talvez precise de uns centímetros a mais. Isto é questão de bom senso e de entendimento da modéstia e da forma de como se manter o recato. Ademais, a recomendação dos “20 centímetros” abaixo do joelho é de São Pio de Pietrelcina. Na porta da Igreja dele colocaram o seguinte cartaz: “Por desejo explícito do Padre Pio, a mulher deve entrar no confessionário vestindo saias pelo menos 20 centímetros abaixo do joelho. É proibido emprestar um vestido longo na igreja para usá-los para a confissão”. Então penso que “20 centímetros” é um ótimo parâmetro de comprimento ideal, já que foi recomendado por um santo. Você pode ler o artigo que fala sobre isso no seguinte link:

    http://mulhercatolica.blogspot.com/2010/07/padre-pio-e-modestia.html

    O que eu penso que seria de grande valia fazer nas Igrejas para “catequizar” as mulheres despudoradas e os homens desleixados é o padre pregar no sermão o tipo de veste ideal e adequada aos católicos. Dependendo do entendimento dos fiéis, depois da Missa, em particular, o padre deveria corrigir os homens e as mulheres que continuassem a ir à Missa com roupas inapropriadas e imodestas.

    A questão de um homem ou uma mulher “chamar a atenção” por estar dignamente vestido(a) para mim não faz sentido algum, pois devemos agradar a Deus, não aos homens. As mulheres imodestas chamam muito mais a atenção e com certeza causam muito mais distração que uma mulher de véu. Uma mulher de véu que “chama a atenção” talvez faça as outras pensarem sobre a forma de se vestir decentemente para irem à Igreja e sobre o temor de Deus. Ademais, uma mulher e um homem que entendem o valor da Missa, a santidade do Templo de Deus e a decência para se adentrar ali não irão a Missas Shows, porque isso não condiz com os católicos que querem realmente viver o catolicismo e que buscam a santidade.

    Sobre a obrigatoriedade do véu, eu recomendo que você leia o seguinte artigo, traduzido pela Andrea Patrícia, do Blog Maria Rosa:

    http://rosamulher.wordpress.com/2011/02/14/a-verdade-revelada-cobrir-a-cabeca-ainda-e-obrigatorio-para-as-mulheres-que-assistem-a-missa/

    Obrigada pela visita! Volte sempre!

    Fica com Deus!
    Em Cristo, no amor de Maria Santíssima,
    Melissa Bergonso

    ResponderExcluir
  18. melisa, olá
    afinal devemos assistir uma missa ou participar da missa?
    assitimos quando pela televisão que é diferente de uma missa ao vivo.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Salve Maria!

    O modo correto de falar é "assistir à santa Missa". São Pio X ensina isto e também na Encíclica Mediator Dei Pio XII explica sobre assistir à Santa Missa e o que é a "participação" dos fiéis.

    No seguinte link eu coloquei alguns pontos sobre isso:

    http://mulhercatolica.blogspot.com/2011/02/resposta-um-comentario-de-um-leitor.html

    Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  20. Dona Melissa, Salve Maria.
    Trago-lhe uma questão.
    Percebi que a fonte que a Sra. mais ampara sua tese da modéstia da mulher - vestir somente saias e nunca calças - advém da pedagogia do Padre Pio, que é um grande santo e de quem sou devoto.
    Por isso, pergunto:

    a)Tudo o que os santos escreveram foram inspirados pelo Espírito Santo?
    b)Uma pessoa pode deixar de ser católica se não seguir os conselhos do Padre Pio?
    c)Um fiel para ser católico deve compulsóariamente acreditar nas aparições de Fátima, Lurdes, Sallete?
    d) As ditas "modas" que nos foram reveladas por Nossa Senhora através da pastorinha Jacinta, e que muitos mal fariam a Nosso Senhor, diz respeito a "vestimenta da mulher(calça)" ou a doutrina modernista e seus padres "meia - boca" que infestam e pesam sofrivelmente hoje as custas da Igreja?
    Grato.

    Olegario.

    Em tempo: O título segue como anonimo por uma facilidade de conta. Meu nome, como de costume, esta no final do texto.

    ResponderExcluir
  21. Sr. Olegário, Salve Maria.

    Na realidade, amparo minha “tese” de modéstia sobre a Modéstia Perfeita de Nossa Senhora. São Pio de Pietrelcina é apenas mais um instrumento de conduta, devido à sua santidade e seu zelo em sempre agradar a Nosso Senhor e salvar as almas.

    Demorei para respondê-lo, pois estas últimas semanas têm sido bastante puxadas pra mim.

    a) Sugiro que para esta pergunta o senhor procure um bom sacerdote. Como essa pergunta é bastante delicada, é melhor que alguém com conhecimento teológico suficiente lhe explique-a nos seus pormenores, coisa que eu não tenho condições de fazer.

    b) Uma pessoa não deixaria de ser católica por não seguir os conselhos de São Pio de Pietrelcina. Porém, levando-se em conta que Pe. Pio tinha extremo zelo em cuidar das almas que lhe eram confiadas, fazendo de tudo para que elas não se desviassem de Nosso Senhor e não se perdessem, e considerando sua profunda e íntima comunhão com Deus, só posso crer que tudo o que ele falou e fez foi somente visando o bem das almas e o perfeito cumprimento da vontade de Deus.

    c) As revelações particulares têm a sua importância enquanto reforçam a revelação pública. O fato de não estarmos obrigados sob pena de pecado a acreditar nas revelações particulares comprovadas pela Igreja não significa que devemos desprezá-las.

    d) Levando-se em conta que Nossa Senhora começa dizendo que “os pecados que mais levam as almas para o inferno são os pecados da carne”, pode-se dizer que a palavra “modas” está diretamente relacionada às vestimentas quando Ela diz que “hão de vir muitas modas que hão de ofender muito a Nosso Senhor”. Vemos que essa profecia se realizou, pois vivemos em uma sociedade que transpira imoralidade, especialmente no modo de se vestir.

    A modéstia no trajar é mais que recomendada, tanto na Sagrada Escritura como no exemplo dos santos e no ensino da moral cristã. O valor da modéstia só será compreendido quando as pessoas entenderem o quanto a virtude da pureza é agradável a Deus e o quanto ela embeleza nossa alma.

    Termino com a seguinte frase de Pio XII: “o bem da própria alma deve preceder o do nosso corpo, e à vantagem de nosso próprio corpo devemos preferir o bem da alma de nosso próximo”.

    Fica com Deus.
    Em Cristo,
    Melissa Bergonso

    ResponderExcluir
  22. Dona Melissa.
    Estou satisfeito com a questão.
    Grato.
    Olegario.

    ResponderExcluir
  23. Prezada Sra Melissa,
    Salve Maria!

    Onde podemos obter o véu para assistir a Santa Missa? Existe alguma loja especializada nesses artigos (sacramentais)? Parabéns pelo blog!

    Que Deus abençoe nossas famílias!
    Cordialmente,
    Lucas

    ResponderExcluir
  24. Olá, Sr. Lucas, Salve Maria!

    Até onde sei, não existe nenhuma loja no Brasil especializada na confecção de véus para Missa. O que eu sei é que existe uma moça que vende/vendia pela internet, mas as últimas pessoas que tentaram entrar em contato com ela não conseguiram. Devido a isso, eu estou pensando em confeccionar véus para vender, pois algumas pessoas já me perguntaram sobre isso. Eu já confeccionei véus para algumas amigas minhas há um bom tempo atrás, porém antes de começar uma "empreitada" via net eu preciso, primeiramente, fazer uma tomada de preço dos tecidos, pois não faço ideia de quanto está custando o metro de renda ou de tecidos semelhantes hoje em dia. De qualquer forma, qualquer novidade sobre a confecção de véus eu postarei aqui no blog. Espero fazer isso em breve!

    Obrigada pela visita e volte sempre!

    ResponderExcluir
  25. Totalmente sem sentido usar essas roupas.Por acaso Deus castiga quem veste calça jeans?

    ResponderExcluir
  26. Completo exagero! Todas nós sabemos que não se deve ir a uma missa nua ou semi-nua.Afinal somos mulheres crsitãs e que com certeza conhecemos a palvra de Deus. Garanto que na catequese não aprendi sobre o cumprimento que a minh saia deve ter. Isso é questão de bom senso. Todos somos livres, Jesus morreu para que nós ganhássemos essa liberdade.

    Abraços!



    NINA(DF)

    ResponderExcluir
  27. Prezada Nina, Salve Maria!

    Uma saia que mal cubra os joelhos não pode ser considerada modesta, e isto não é regra minha, mas está de acordo com as normas marianas no vestir, normas que eram seguidas pelas Filhas de Maria.

    O Cardeal Donato Sbaretti também falou acerca das regras da modéstia no vestir, repito aqui:

    "Um vestido não pode ser chamado decente se é cortado na largura de mais de dois dedos sob o poço da garganta, que não cubra os braços pelo menos até os cotovelos, e mal chegue até um pouco abaixo dos joelhos. Além disso, os vestidos de materiais transparentes são impróprios".

    São Pio de Pietrelcina orientava suas paroquianas e filhas espirituais acerca da modéstia no vestir, pois ele se preocupava com as almas que lhe foram confiadas, e ainda exigia que as saias fossem, no mínimo, 20cm abaixo dos joelhos. Isso não é exagero, é zelo! Também existem, em nossos dias, sacerdotes que não dão comunhão para mulheres sem véu sobre a cabeça, usando calça comprida, com ombros de fora, ou com qualquer roupa imodesta. Isto com certeza não é exagero, é amor a Nosso Senhor, pois um bom sacerdote compreende a Realeza e a Majestade de Deus e não permite profanações e falta de decoro em Seu Santo Templo.

    Quando fiz catequese também não aprendi sobre a virtude da modéstia, o que é lastimável. Infelizmente, este é um mal geral, visto que a catequese é dada, em sua grande maioria, por pessoas despreparadas ou muito mal preparadas. Vestir-se com modéstia e sobriedade é bíblico. Se a catequese fosse bem dada nossos jovens, além de todas as coisas que um cristão deve saber sobre as Verdades de Fé, saberiam se vestir dignamente, como convém a cristãos, e zelariam pela virtude da pureza, buscando viver uma vida pura e casta. Nisto a modéstia auxilia muito, pois ela é a salvaguarda da pureza. Mas infelizmente, as catequeses de hoje não ensinam nem sobre as Verdades de Fé, nem sobre as virtudes cristãs, muito menos sobre as virtudes da modéstia e da pureza... Não é raro encontrar crianças que ao final de 3 anos de catequese não sabem rezar nem o Credo!

    Jesus morreu por nós para nos salvar. Foi por causa de nossos pecados que Cristo morreu, não para dar liberdade de uso às modas e modismos... Nossa Senhora disse a Jacinta, em Fátima, que “hão de vir muitas modas que hão de ofender muito a Nosso Senhor… As pessoas que servem a Deus não devem andar na moda. A Igreja não tem modas. Nosso Senhor é sempre o mesmo”. Acaso a Mãe de Deus foi exagerada quando disse isso?

    Aconselho a senhora ler os seguintes textos:
    - Padre Pio e a Modéstia
    - Santa Missa » Exemplo para as pessoas de categoria
    - Tratado da Castidade » § Da Modéstia dos Olhos
    - São João Maria Vianney: Sermão sobre a Pureza
    - Alocução do Papa Pio XII às Garotas da Ação Católica - Cruzada pela Pureza
    - Notificação concernente às mulheres que vestem roupas de homem

    Fica com Deus.
    Em Cristo,
    Melissa Bergonso

    ResponderExcluir
  28. muito prazer melissa! entrei ontem em seu blog e li essa menssagem, porque esse tipo de blog é mesmo uma menssagem de DEUS,de hoje em diante vou aderir a essa vestes com modestia pois sempre senti vontade de me vestir assim, e agora vc me reforçou a essa decisão! obrigada pelas dicas de roupas q posso aproveitar em meu guarda roupa,estou feliz por ter vc como amiga, sou catolica praticante, congregada mariana e da confraria,ñ falto missa aos domingos, nem as novenas e procissões de NOSSA SENHORA DO ROCIO padroeira do PARANA, meu nome é dirceia sou residente em PARANAGUA, bjos a vc minha linda!!

    ResponderExcluir
  29. Olá, Dirceia, Salve Maria!

    Fico muito feliz que meu texto encorajou-a a aderir à modéstia no vestir! Que Nossa Senhora lhe proteja e lhe conduza nesta nova caminhada!

    Fica com Deus! Obrigada pela visita e volte sempre!

    ResponderExcluir
  30. Olá,
    Li o seu artigo e os comentários sobre se vestir com modéstia e fiquei bastante interessada no assunto. O problema é encontrar roupas que atendam a esse intuito. Até mesmo se a pessoa está disposta a gastar um pouco mais, acaba desanimando, pois parece que foi estabelecido um padrão de vulgaridade a ser seguido. Às vezes penso que estamos voltando às épocas pagãs primitivas, trocando roupas por trapos e passando a nos comportar de forma animalesca. Hoje, me desanima muito ouvir uma criança de 12 anos dizer que prefere uma calça de ginástica apertada a uma roupa mais arrumada, porque "valoriza o corpo". Essa é, na verdade, a desvalorização total do próprio corpo. Infelizmente, o que prevalece hoje é a inversão dos valores.
    Moro em uma cidade litorânea e me pergunto como fazer para seguir essas recomendações sem deixar de ir a praia. Gostaria que, se possível, desse algumas dicas ou colocasse algumas fotos como fez em alguns posts.
    Abraço,
    Luiza Martinelli

    ResponderExcluir
  31. Acho que postei no lugar errado. O meu comentário é mais em relação às roupas para o dia a dia e não especificamente para a missa. Mas, se puderes me responder mesmo assim, ficarei grata.
    Luiza Martinelli

    ResponderExcluir
  32. Salve Maria!! gosto muito de mim vestir com modétia,pena que aqui em minha cidade não encontra esses tipos de roupas.
    É preciso mandar costureira fazer.Queria muito que postassem no blogo alguns modelos de vestidos.

    ResponderExcluir
  33. Acho um pouco exagerado... sou católica praticante, sei como devo me vestir para ir à missa, ñ uso decotes, nem mini saias, mas algumas coisas são de 1930!!!´Por favor, claro q a postura de respeito não tem época, porém algumas cosias não são exigidas... nunca aprendi na igreja que devo usar o veú, pq isso é algo q a própria igreja ñ exige mais

    ResponderExcluir
  34. Pode parecer absurdo, mas as vezes o semi-nudismo e' mais agressivo que o nudismo total. Ha' roupas insinuantes que vao alem da imoralidade.

    ResponderExcluir
  35. Olá, Luiza, Salve Maria!

    Com relação à moda, realmente foi estabelecido um padrão de vulgaridade a ser seguido, tanto é que a maioria das roupas que encontramos hoje nas vitrines são roupas totalmente indecentes, que mostram e contornam perfeitamente o corpo feminino, fazendo da mulher um mero objeto de desejo e de cobiça.

    Com relação a ir à praia, isso é algo bem complicado, pois este é um lugar que facilmente proporciona muitas ocasiões de pecado contra a virtude da pureza, já que homens e mulheres andam completamente desnudos, sem nenhum tipo de pudor. O texto de Santo Afonso, Da modéstia dos olhos, é muito bom e aconselho você a lê-lo para compreender melhor a questão do olhar e de como ele aguça a concupiscência.

    Atendendo ao seu pedido, em breve vou preparar alguns posts sobre roupas modestas para serem usadas no dia a dia.

    Fica com Deus, obrigada pela visita e pela sugestão de artigo!

    ResponderExcluir
  36. Prezada anônima, Salve Maria.

    Em primeiro lugar, a moral não muda com o tempo.

    Em segundo lugar, o uso do véu nunca foi abolido. Para melhores esclarecimentos, leia o seguinte artigo:
    A Verdade Revelada: cobrir a cabeça ainda é obrigatório para as mulheres que assistem à Missa

    Fica com Deus.

    ResponderExcluir
  37. Olá! Tenho catorze anos, na paróquia que frequento, vou quase sempre de camisa mas, o comprimento necessariamente deve ser comprida para homens? Eu as uso cobrindo a parte superior do braço. Porque pelo menos na minha realidade eu, com a minha idade, indo de camisa para assistir a missa torna-se até um estranhamento para as outras pessoas. Gosto muito de ir de calça social e camisas de manga comprida principalmente nas solenidades. Felizmente percebo que as pessoas daqui tem mesmo que minimamente mais gosto no vestir para a missa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Gustavo, Salve Maria!

      Convém usar camisas de mangas compridas na Missa, pois elas são mais formais e fazem mais jus ao ambiente sagrado. Não se preocupe com o “estranhamento” que as pessoas possam ter. Esse tipo de reação é bem comum quando a gente “destoa” dos padrões mundanos. Tenha coragem e faça tudo por amor a Nosso Senhor.

      Fica com Deus! Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  38. José Juarez Batista Leite31/05/12 23:36

    Muito bem D. Melissa.Gostei do seu tom firme,claro e objetivo de fazer as colocações sobre o modo das mulheres se trajarem de forma decente e adequada.Aproveitei e também mostrei para a minha esposa.As dicas masculinas também foram boas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sr. José, Salve Maria!

      Que bom, fico feliz!
      Espero que sua esposa também tenha gostado do texto!

      Fica com Deus.
      Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  39. Lindo o seu blog Mulher Católica, Melissa! Minha esposa Lia também amou! E ela é artista gráfica, entende destas coisas, elogiou muitíssimo o seu talento.

    Só uma coisa: tentei assinar também seu blogue pessoal mas não consegui. Algo sobre enviar um link para o meu e-mail que não chegou ao seu destino. Mas estou seguindo-a assim mesmo.

    Gosto de ler artigos relacionados à fé Católica como os que você escreve!

    Louvado Seja Nosso Senhor Jesus Cristo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sr. Nelson, Salve Maria!

      Fico muito feliz que o senhor e sua esposa tenham gostado do meu blog! E fico também muito agradecida pelo elogio de sua esposa!

      Estranho o email de confirmação não ter chegado ao destino. Existe um email cadastrado com final tibulo.com.br, seria este? Talvez o email de confirmação tenha ido para a caixa de spam ou talvez demore um pouco a chegar, às vezes isso acontece, não sei por qual motivo. De qualquer forma, se o email não chegar, avise-me, pois posso tentar recadastrá-lo novamente.

      Fica com Deus!
      Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  40. Bom dia Melissa! Gostei muito deste artigo, foi o primeiro que eu li,porém gostaria de sugerir que mudasse a foto da roupa masculina, a calça está muito colada. Salve Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Viviane, Salve Maria!

      Fico feliz que tenha gostado do artigo!

      Já troquei a foto. Na época que montei as imagens, a foto daquela calça foi a melhor que encontrei. Porém, a nova imagem que montei agora ficou bem melhor :) Obrigada.

      Fica com Deus!
      Obrigada pela visita e volte sempre!

      Excluir
  41. Melissa, ainda sou um "bebê" na modéstia, mas estou caminhando.... Já me livrei 100% das calças, por exemplo, que foi um passo significativo!
    Não me visto dentro das regras de modéstia o tempo inteiro e tenho muito a crescer nisso, mas para estar na casa de Deus sou 10 vezes mais cuidadosa. Não tenho muitas roupas totalmente modestas mas reservo as mais modestas que tenho para o domingo! Sempre me preocupando também com ser uma boa roupa, arrumada, bonita mesmo, acredito que o cuidado com a estética também é importante.

    Agora vem a minha dúvida, sempre li aqui e nos blogs relacionados ao apostolado maria e modéstia que as saias devem "cobrir os joelhos mesmo sentada, por isso ser 20cm ou 1 palmo abaixo dos joelhos".
    Mas tem muitas saias que são NO joelho e que cobrem ele perfeitamente quando sentada, agachada, correndo...
    Então fica a minha dúvida, a questão dos 20cm é realmente só para cobrir o joelho? a parte do corpo mais chamativa e que é imodesta de se mostrar é o joelho? Assim sendo, uma saia no joelho, mas que o cubra em todas as situações, é modesta?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dresscue, Salve Maria!

      Que bom que você está tentando seguir a modéstia cristã. Não desanime. Peça sempre o auxílio de Nossa Senhora e siga sempre em frente.

      Bom, sinceramente, eu nunca vi uma saia que batesse exatamente no joelho e que conseguisse cobri-lo quando sentada. Eu já tive algumas, tanto reta quanto godê, e elas sempre subiam quando eu me sentava. E preciso contestar, não existe uma saia que bata exatamente no joelho e que não revele nada ao agachar-se. O próprio comprimento não propicia este movimento sem revelar a intimidade feminina.

      É importante compreender que o foco da modéstia não é cobrir o joelho, ele não é o problema da imodéstia. O joelho é um “parâmetro”. Eu diria que ele funciona como uma “linha limite”, pois é a partir dele que o olhar masculino percorre o corpo feminino em direção às partes íntimas, chamadas “desonestas” (porque provocam pensamentos e desejos desonestos). Este sim é o problema da imodéstia, compreende? Existem algumas questões relacionadas à psicologia que demonstram que as pessoas têm a capacidade de completar uma figura, mesmo se ela não está explicitamente desenhada ou exposta. Neste sentido, o homem, por sua natureza própria, é capaz de seguir as linhas das pernas e completar, na sua imaginação, o contorno das partes do corpo feminino. Isto, muitas vezes, provoca neles pensamentos contrários à pureza, entre outros pecados. É por isto que nós, mulheres, temos que velar pela modéstia no nosso vestir, porque, desta forma, estaremos evitando sermos ocasião de pecado para o próximo e também estaremos agindo com caridade para com nossos irmãos.

      Numa saia, os 20cm abaixo do joelho permitem que o corpo da mulher fique protegido sem que sua intimidade seja revelada, mesmo que acidentalmente em algum movimento ou mesmo com um vento, na rua, por exemplo. Uma saia de comprimento exato no joelho é muito mais propícia a ser levantada com um vento do que uma que tenha um palmo ou 20cm centímetros abaixo do joelho. Para que uma saia seja considerada modesta ela não deve mostrar o joelho, mesmo em pé, muito menos as partes das coxas, especialmente ao se sentar. Tomando estes cuidados, cobrindo a “linha limite”, a intimidade da mulher fica preservada, e isto evita que os olhares masculinos “tentem” percorrer as linhas do corpo feminino.

      Espero ter lhe esclarecido.

      Fica com Deus!

      Excluir
    2. Olá Melissa, me esclareceu muito!

      Na verdade eu tenho várias saias assim, acho que são do tipo mais "rodadas", em formato "A", tipo anos 50, elas ficam, quando sentada, um palmo abaixo do joelho, e quando em pé, no joelho...

      Acredito ser uma solução porque é muito difícil achar roupas mais modestas ou mudar de vez sem as pessoas em volta estranharem.
      (E admito também que tem um pouco de vaidade, como sou baixinha acho complicado demais usar saias mais abaixo do joelho porque fica estranho).

      Mas tenho conhecimento também que a grande questão da modéstia é não fazer o mínimo, não ficar procurando "qual é o MENOR tamanho aceitável" de usar para se agarrar a ele, e ficar pensando:"se eu tirar 1 cm dessa saia ainda vai ser modesta, vou tirar 1cm... talvez de para tirar 2..."... Admito também que já fiz esse tipo de coisa (ou já pensei), mas tenho me policiado, devemos tentar o melhor.

      De qualquer forma, guardo as roupas MAIS modestas para o domingo, como disse...Eu não quero errar em nenhuma situação, mas errar na casa do senhor é inaceitável, acho uma ofensa tão grande! E Imagina se a mulher tira a atenção de algum irmão ainda no começo de sua caminhada na casa de Deus?! Impensável dar chance a isso!

      E sigo rezando a Deus e tentando ser mais crítica, por enquanto não acho que as saias na linha do joelho/meio do joelho sejam imodestas... (isso também depende muito do tecido!! Todas que eu uso são em "A" bem estruturado)
      Mas sigo pedindo a Deus para me ajudar, se as roupas forem ofensivas e tenham mesmo que ser mais compridas, que eu consiga ver isso.

      Abraços, fique com a Graça de Deus.

      Excluir
    3. Fico feliz que eu tenha lhe esclarecido.

      Realmente, é um pouco difícil achar roupas modestas para comprar a preços acessíveis. Até existem saias longas em lojas “populares”, mas o preço é alto, em torno de R$90,00, o que torna a aquisição difícil para a maioria das meninas que querem mudar seu guarda-roupa.

      Quanto à vaidade, isso é algo que trabalhamos bastante em nós mesmas a partir do momento em que começamos a trilhar este caminho da modéstia no vestir e, por conta disso, da mudança das nossas roupas. E vou lhe dizer, não é por que você é baixinha que você não pode ou não deve usar saias longas, muito pelo contrário! A Andrea fez um post esses tempos atrás mostrando mulheres baixinhas usando saias maxis, e essas saias ficaram muito bem nelas!

      Algumas dicas para baixinhas, que podem ajudar na hora de compor um visual com saias longas, são:

      1) Usar saia de cintura alta;
      2) Usar a "saia + blusa" em uma composição monocromática, ou seja, no mesmo tom de cor;
      3) Usar a "saia + blusa" em uma composição tom-sobre-tom, sendo a blusa do mesmo tom da saia ou de um tom parecido ou da mesma gama de cores.

      Sua reflexão sobre não fazer o mínimo foi muito boa. É bem isto mesmo, devemos dar o melhor de nós e não ficar procurando o mínimo a fazer, senão corremos o risco de cada vez mais procurarmos o mínimo e, desta forma, acabarmos por relaxar na busca do progresso da vida cristã. E quanto a você destinar suas melhores roupas para ir à Igreja e à Santa Missa, você faz muito bem.

      Quanto às saias “na linha do joelho”, você fez um bom comentário dizendo que não devemos nos contentar com o mínimo... e digamos que o joelho seja considerado o mínimo, já que ele é considerado a “linha limite”... Então, devemos fazer um esforço maior para não ficarmos somente com o mínimo, que acaba nos sendo o mais “confortável”. O cristão não pode viver para sempre numa “zona de conforto”. Devemos buscar agradar a Deus cada vez mais, saindo do nosso comodismo, parando de acreditar nas “nossas próprias verdades”, para buscarmos somente aquela Verdade que vem de Deus e dos Seus ensinamentos. Santo Afonso, falando sobre os pecados veniais, diz algo muito verdadeiro e que pode ser encaixado nessa questão da “zona de conforto” que os cristãos gostam de ficar:

      “Tais almas dizem: Os pecados veniais não nos fazem perder a graça divina; por poucos que sejam, impedir-nos-ão de nos santificarmos; mas assim mesmo nos salvaremos, e é quanto basta. — Mas o que fala assim, ouça o que assegura Santo Agostinho: Dizem que basta que te salves? Sabe, porém, que desde que disseste basta, começou a tua perdição; porquanto a alma nunca fica no lugar onde caiu, mas vai sempre abismando-se mais e mais. Santo Isidoro dá-nos disso a razão, porque com justiça Deus permite que os que não fazem caso dos pecados veniais, em castigo do seu desleixo e do pouco amor que lhe têm, caiam afinal em pecado mortal.” (Santo Afonso de Ligório. Meditações: Para todos os Dias e Festas do Ano: Tomo Terceiro: desde a duodécima semana depois de Pentecostes até ao fim do ano eclesiástico. Friburgo: Herder & Cia, 1922, p.59)

      Que Nossa Senhora possa lhe auxiliar sempre na busca da modéstia e do progresso da vida cristã, e na busca da verdade com sinceridade de coração.

      Fica com Deus! Salve Maria Santíssima!!

      Excluir
    4. Obrigada pela resposta, excelente citação, me fez refletir muito.

      Excluir
    5. De nada!
      Fica com Deus!
      Salve Maria!!

      Excluir
  42. Formei-me nos cursos secundários do antigo colégio Santa Maria , e do Senhor Bom Jesus, da praça Rui Barbosa, aí de Curitiba. Isto pelos idos de 1950 a 1970. Desde então passei ràpidamente por Curitiba umas tantas vezes. Volto agora; e no desejo de assistir Missa Tridentina dei com o seu blog. Tenho muita saudade de Curitiba, moro agora em São Paulo (cap.).
    Excelente. Excelente.Excelente.
    Quanto à Missa Tridentina, anotei os horários de duas igrejas na qual a celebram : igreja da Imaculada Conceição Guabirotuba(8 horas) e na igreja da Ordem (10 horas) , ambas no domingo. Certo ?
    Avante Melissa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Salve Maria!

      Sim, os horários das Missas Tridentinas são estes mesmos!

      Obrigada!

      Fica com Deus!!!

      Excluir
  43. Prezada Melissa, tudo bem?
    Concordo com toda a questão do traje, da modéstia, etc e tal, mas não compreendo por que as moças da Diocese de Campos e grupos que a apoiam se vestem tão mal... usam véu, no entanto, blusinhas justas, decotadas, mini sais.. algumas se vestem pior do que as moças que não frequentam as missa tridentina. Os trajes não estão de acordo com a modéstia cristã. Será que é falta de formação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Salve Maria!

      Como eu não frequento a Diocese de Campos, não tenho como emitir algum juízo ou opinião sobre sua pergunta.

      Fica com Deus!

      Excluir

Olá, seja bem-vindo(a)! Este blog é moderado. Por questões de ordem prática e também porque meu tempo é precioso, não publicarei comentários ofensivos à minha pessoa, nem a qualquer outra. Se porventura você comentou educadamente e seu comentário não foi publicado, provavelmente ele se enquadrou em alguma das restrições da Política de Comentários deste blog. Leia-o com atenção antes de comentar. Obrigada pela compreensão. Salve Maria!