24 de dez de 2014

Feliz Natal!

Nenhum comentário:
Por Melissa Bergonso

Desejo a todos os leitores do *Mulher Católica* um Feliz e Santo Natal!

Venite adoremus Dominum!
"Adoração dos Pastores" - Bartolomé Estéban Murillo

E ano que vem, se Deus quiser, voltarei com as postagens e com um blog "novinho"! ;-) 
Aguardem!

Salve Maria Imaculada!
Related Posts Widget For Blogger with ThumbnailsBlogger Templates

30 de set de 2014

Meu sumiço: meu bebê

20 comentários:
Por Melissa Bergonso

Pezinho de bebê azul
Faz aproximadamente 5 meses desde a minha última postagem, depois parei de escrever aqui no blog. Mas eu não abandonei o blog não! O motivo do meu "sumiço" é que eu dei à luz a um lindo bebê, um menino, grande graça recebida pelas mãos da Santíssima Virgem (foi este o pedido que fiz no dia da minha Consagração de Escravidão a Nossa Senhora)!! ^_^

O nome do meu filho é José Felipe. José em homenagem a São José, e Felipe em homenagem a São Filipe Néri, conhecido como "O santo da alegria" (a história dele é linda!).

Meu filho nasceu ao final de Julho, mas eu não consegui postar mais a partir de Maio porque, no fim da gestação, já estava bem difícil ficar sentada na frente do PC, a barriga pesava muito, nervos e músculos doíam e etcéteras típicos da gravidez. Depois que José Felipe nasceu eu também não tenho conseguido fazer mais nada além de cuidar dele. Mas espero que em breve eu consiga voltar com as postagens aqui no blog. Ainda estou me adaptando à rotina de mãe, horários de mamadas, choros, soninho, descanso (meu e dele), serviço da casa (que quase nunca consigo terminar ou mesmo fazer) etc., então ficar no PC se tornou um "luxo" para mim!!

Eu recebi alguns emails nestas últimas semanas, mas ainda não consegui destinar um tempo para respondê-los direitinho. Em todo caso, cada um deles será respondido, apenas peço que aguardem um pouquinho!!

Peço as orações de vocês! O ditado "ser mãe é padecer no paraíso" é realmente verdade. O amor só aumenta a cada dia, e como diz minha mãe: "amor de mãe dói".

Fiquem com Deus!
Salve Maria Santíssima!!

11 de mai de 2014

Ser mãe...

9 comentários:
Por Melissa Bergonso

Ser mãe é uma dádiva de Deus!
Ser mãe é ter mais que um coração a pulsar, é pulsar com quantos corações que são gerados dentro de si.
Ser mãe é amar incondicionalmente. É "jorrar" de dentro de si para um outro ser. É querer viver para que outro viva; é querer amar para que outro ame, é querer morrer para que outro tenha a vida.
Ser mãe é carregar temores e esperança. É ter tristezas e alegrias, fadigas, dores, cansaço, mas também momentos de grande júbilo e descobrimento!
Ser mãe é se aniquilar, se auto-sacrificar, renunciar-se a si mesma por amor daquela criaturazinha que Deus lhe deu para cuidar, alimentar e educar.
Ser mãe é olhar os passos do filho, mesmo de longe, mesmo no silêncio e no escondimento. É zelar pela alma do filho, com confiança nAquela que foi a Mãe do Senhor, a Mãe do Filho de Deus, a Mãe das mães.

Não há palavras para descrever o que é ser mãe. Biológica ou espiritual, a maternidade dignifica a mulher de tal maneira que a torna co-participadora na obra da criação, na geração de santos para Deus. São Pio X disse certa vez: "Dá-me mãe verdadeiramente cristãs e eu lhe darei santos". Se as mães católicas fossem bem instruídas na fé, se fossem abertas à vida e aceitassem quantos filhos Deus lhes quisesse dar, teríamos muitos santos, especialmente neste período tão conturbado do século em que vivemos.

Maternidade é vida! é alegria! por mais sacrifícios que se faça, por mais difícil que possa ser a vida, por mais dificuldades que se encontre e que se passe quando o filho é concebido. Maternidade jamais pode ser encarada como desgraça, como "doença" ou "praga" social. Filhos são bênção e dádiva; filhos são a esperança do nosso futuro, do futuro da Igreja, do futuro da Nação.

Bendito o Ventre da Virgem Puríssima que gerou o Salvador! E, por conseguinte, benditas as famílias que se abrem à vontade divina, para a geração de filhos para Deus, sem medo, sem desconfiança, sem temores. Deus é generoso com as famílias generosas! Quantos santos não tivemos de famílias numerosas? Santa Teresinha, São José de Anchieta, Santo Tomás de Aquino e tantos outros! E por que hoje se têm medo da maternidade, mesmo entre as famílias católicas?

Ser mãe... Olhemos para Aquela que foi Mãe por excelência e nos espelhemos nas suas virtudes, na sua doçura, no seu silêncio, na sua abnegação de si mesma. Mãe a gente só tem duas, mas uma só é Aquela que é nosso modelo perfeito: A Santíssima e Puríssima Virgem Maria.

Virgem Maria

Um Feliz dia das Mães para todas as mamães que acompanham o *Mulher Católica*!

Bendito e louvado seja o Santíssimo Sacramento da Eucaristia, fruto do ventre Sagrado da Virgem Puríssima, Santa Maria!